fbpx

Atendimento
em consultório

Terapia Parental

É comum ser procurada por pessoas individualmente (geralmente a mãe, esteja ela separada ou não) ou casais preocupados com a educação dos filhos ou receosos de não conseguir dar um bom encaminhamento a tarefa parental ou em função de questões que a criança já esteja apresentando ou ainda por sugestão da escola.

Após uma avaliação da dinâmica familiar, caso constate que o comportamento da criança não representa necessariamente um sintoma denunciando dificuldades na relação casal e que, em vez disso, esteja relacionado a dificuldade dos pais em assumir de modo eficaz seu papel, cumprindo as tarefas parentais, proponho, em vez de Terapia de Família ou Casal, a Terapia Parental. Neste caso, esteja a criança em terapia individual ou não, seu desenvolvimento e crescimento é o objetivo do processo, através da mudança dos pais.

O primeiro passo do projeto é que os pais (ou um eles, em geral a mãe) façam o curso Inteligência Relacional (informações sobre o curso aqui no site), além de sessões semanais de 50 minutos. A programação do curso favorece além do autoconhecimento de si mesmo como pessoas, uma re-visão de suas posturas como pais. As sessões funcionam como um treinamento para quebrar o padrão utilizado na comunicação com a criança e também como uma supervisão, de modo que, para cada situação difícil vivenciada com a criança em casa ou na escola, seja feita análise para compreensão do contexto e uso dos instrumentos aprendidos durante o curso e nas sessões.

As informações passadas para os pais são apresentadas de modo didático e organizado, seguindo o tempo e o ritmo daquele pai e ou mãe. Algumas vezes é necessário incluir outros recursos aninhando o processo em uma rede. Cada trabalho parental é único, apesar de existir um mapa a ser seguido, por esta razão não é possível antecipar a duração do processo. É imprescindível determinação e disciplina da parte dos pais e, muitas vezes, dedicação exclusiva durante o processo.

Como visto, chamo este trabalho de Terapia Parental, pois ainda que em alguns momentos seja necessário abordar questões relacionadas à história pessoal dos pais, como em terapia individual, o foco está no papel parental e no cumprimento desta tarefa.